sábado, 2 de dezembro de 2006

a vida na máfia

Courtesy Donna Polivka Gallery

E segue o baile.

Nunca pensei que um textículo como Caetano renderia tanto. Acho que vou pra Bahia amanhã. Quem sabe encontre o Caetano dando bobeira pelo Pelourinho. Ah, claro, isso se ele conseguiu sair de Porto Alegre...

Well...Pavão Misterioro, vulgo Ah, Muleke, músico de verve asiática, mas com carapuça italiana... saúda a Máfia do Dendê. Melhor essa, da caetanada, do que a Máfia da Lancheria do Parque. Ah, mas esse é jogo que nem precisa ser jogado. Até porque a Máfia da Lancheria morreu, fechou as portas em 1987, 1988. Não mais.

Aquela Oswaldo Aranha já deu mais suco. Hoje, aquilo tudo só figura em fascículos, quem sabe para serem degustados pela Escola do Rock do Frank Jorge, instalada lá na Unisinos. Quando o assunto é máfia, pelo menos a do Dendê é Máfia, com M maiúscula. A da Lancheria, não. Aquilo foi só um ensaio, quanto muito jam session sonolenta.....ZZZZZZZZ.

Por isso, digo e repito, caro amigo Pavão Misterioso, companheiro de alguns bares (já foi no Zumzum? lá não tem ingresso...lembra que falamos sempre disso?), é bom morar aqui em Cassias. Aqui ninguém vê, ninguém dá bola, e atrás de cada moita tem um bando de gente copulando uma artezinha aqui, outra acolá. E olha que tem gente fértil deixando sua marca em cada lugar que eu não acreditaria.

Os velhos lugares ainda persistem, outros novos com cara de velho seguem enganando o mesmo público de sempre, e em meio a isso, ouço uma música ou outra com cara de lugar nenhum - essa é a dádiva. Já prometi mais de uma vez, quem sabe faça isso esse ano, e abra meu baú, contando de coração e com paixão, quem eu acho que é a diferença na cidade. Tem amigão meu que ficará surpreso por eu não citar sua banda, mas é a vida.

Será um levantamento realizado em parceria com dois elementos de quem gosto tanto que daria a vida por eles. Enquanto isso, que fique nas entrelinhas. Mas vai ter expoentes de todos os cantos, do Galleria (salve, salve) à Rodoviária.

Por isso, ainda é tempo, se você tem uma banda e não sabe o que fazer ocm a demo ou o CD ou se ninguém clica no link de vocês, essa é a chance. Eu clico. Manda aí.

Fui. Depois não vai dizer que foi preciso rumar pra Londres pra ser ouvido.

Inté.

2 comentários:

moisex disse...

hahaha otimo MUGNOLINI. muito foda!! :]]. vou mandar o sitio do CCOMA. www.projetoccoma.com.br/ tah em construçao mas ok. tbm o meu: www.myspace.com/mozhevmuzak

antes q eu va pra londres :P
haha

abraço!!

Zuzuwaxx disse...

Bem nessa, o eixo está mudando. São Paulo provavelmente esteja mais efervescente hoje do que Londres ou NYC, apesar de serem dois pólos artísticos Hours-concours.

De uns tempos pra cá Caxias deu um puta salto artistico, né meu? Basta ver como era há alguns anos atrás, onde tu tinha uma ou duas opções apenas de diversão. Hoje tem cineastas talentosos, poetas, pintores, grafiteiros, músicos, etc...

Se tu abrir a Agenda do Pioneiro num final de semana tu te espanta com a quantidade de bares e danceterias q tem por aqui (e vamos combinar que hj tem pra todos os gostos).

Eu, particularmente, sou um entusiasta de Caxias e ao invés de ficar reclamando, procuro fazer minha parte. Think global, act local!

E sei que tu também é importante para que as coisas aconteçam e sejam divulgadas. Se o povo reclama, é porque tá mal-informado! :)

Salve Mugnolino!!

PS. Fui no Zumzum sim, adorei! Vamos combinar de sorver uma cervejinha lá num destes finais de tarde caxienses, meu véio! Abraço