terça-feira, 31 de janeiro de 2006

and woody goes on

Quanto vale uma indicação ao Oscar? Não sei. Não conheço ninguém que trabalhe na Sony, Warner, ou Dream Works. O que importa é o descaso de Woody Allen para com a Academia. Nem mesmo a indicação para o Oscar de Melhor Roteiro por Ponto Final mudam o humor desse velhinho simpático, um tanto esquizofrênico, e sempre interessante.

Fiz um ctrl c + ctrl v em uns trechos de uma entrevista de Woody Allen, concedida ao jornalista Sérgio Dávila, da Folha de São Paulo. Lucidez é coisa rara. Salve Woody.

Folha - Hollywood não o está tratando direito?
Allen - Até que eles me tratam bem, quando acham que eu posso trazer dinheiro para eles, o que nem sempre é o caso. Mas eu nunca fiz parte do chamado sistema hollywoodiano, eu trabalho no "sistema nova-iorquino", ou seja, independente, sozinho. Acho, porém, que é justo que eles não queiram perder dinheiro num filme e só me dêem orçamento quando pensam que eu possa dar lucro. A indústria do cinema norte-americana sempre foi norteada por lucros, não tem nada a ver com arte ou conteúdo. Por isso que todo cineasta americano que se preze têm de sofrer.

Folha - Seu filme mereceu quatro indicações do Globo de Ouro; as indicações ao Oscar saem na terça-feira [amanhã]. O sr. se importa com prêmios? Dessa vez, iria à cerimônia da Academia? [Allen foi indicado a 20 Oscar; ganhou três; no primeiro, não apareceu na cerimônia pois acontecia no mesmo dia em que tocava clarinete com sua banda de dixieland, em Nova York.]
Allen - Não me envolvo muito nisso, geralmente não vou a esses eventos porque eu desgosto deles. Acontecem na Califórnia, eu moro em Nova York, tenho de pegar avião, viajar milhares de quilômetros, atrapalhar minha rotina, uma chatice, prefiro ignorar.Artisticamente, não significam nada, mas os estúdios acham que é importante para a bilheteria. Então, pode ser que eu vá, se me convencerem que aumentará a venda de ingressos...

Um comentário:

Pubby disse...

Ao ler a entrevista me perguntava... Será que tudo, mas tudo mesmo, que existe nesse mundo gira em torno do dinheiro??? Poxa, como pode a arte e a cultura serem tão deixadas de lado!!! É impressão minha ou as coisas estão do lado contrário!!! As vezes tenho vontade de parar o mundo descer e ir para a terra do nunca... huahuahua... Parece ser mais divertido...