sexta-feira, 27 de janeiro de 2006

o crime da tela vazia

Beto Brant antes da ação

Ócio criativo o caralho. Quem mora aqui na colônia de Cassias anda sufocado, seco como lagartixa fritando no sol. E mais uma vez, uma certa tela vazia se insinua em mais um final de semana. Em Cassias a "grande" atração é Munique, de Spielberg. Enquanto isso, em São Paulo e outras cidades, estréia Crime Delicado, de Beto Brant. Ah, pra quem idolatra Porto Alegre, é bom saber que o filme também não está na lista de estréias de lá.

Crime Delicado flerta com o teatro, cinema, artes plásticas, ciúmes, provocações sadomasoquistas e outras cositas mas. Não pergunto mais quando isso virá. Espero ansiosamente que saia logo em DVD. A menos que alguém resolve dar uma passagem pra mim e pra Pati [com quem me casei e moramos juntos desde ontem] assistirmos ao Crime na paulicéia.

4 comentários:

Pubby disse...

Hauhauhau... Cassias nunca tem nada... E quando tem todo mundo dá um jeito de não ir!!! Mas a notícias mais interessante deste teu post foi o fato de que Mugnol casou!!! Mas ahhhhhhhhhhh!!! Que máximo!!! Meu velho!!! Parabéns!!! Que sejas muito feliz!!! Por que eu acho que os casamentos foram feitos para durar e fazerem os nubentes muito felizes!!! (um dia eu também vou casar e ser muito feliz!)

Mugnolini disse...

é isso aí. e a vida segue.

Anônimo disse...

e Munique é uma bomba. me prestei a assistir.

Mugnolini disse...

Munique só verei quando passar na tevê. e trocando de canal.