quinta-feira, 9 de fevereiro de 2006

as melhores (categorias) do grammy

Como diz o poeta Augusto Nesi, "eu morro e não vejo tudo!". Entregaram ontem uma pilha de Grammy. Tinha mais estatueta a ser distribuída do que o número de carros estacionados ao redor do Los Angeles Convention Center. Nesta 48ª edição havia 108 categorias. Boa parte delas coisas estapafúrdias (como diz meu vô, o Floriano).

Categoria 86 - Melhor embalagem de disco
The Forgotten Arm – Aimee Mann & Gail Marowitz, art directors (Aimee Mann) [SuperEgo Records]

Putz, preciso desse disco, imagina que maravilha ter na estante de casa um disco que venceu como melhor EMBALAGEM no Grammy. A capa é bem feinha, mas a Aimee Mann tem talento. Alguém lembra da trilha do filme Magnólia?

Categoria 77 - Melhor disco de narração – "Dreams From My Father (Senator Barack Obama)" – Senator Barack Obama [Random House Audio]

Melhor narração? É sério. Eu acho que a narração da Bíblia feita pelo Cid Moreira impecável. Deveria ganhar sempre o Grammy.

Categoria 74 - Melhor disco de polka – "Shake, Rattle And Polka!" – Jimmy Sturr And His Orchestra [Rounder]

Polka, legal. Acho trimassa. O tal Jimmy é uma cruza de Ronnie Von com Tony Bennett. Mas por que não ampliar ainda mais as categorias, tipo melhor disco de bugio? Aí a Cabaret poderia ser indicada.

Categoria 69 - Melhor disco de música indígena americana
"Sacred Ground - A Tribute To Mother Earth" – Various Artists – Jim Wilson, produtor
[Silverwave Records/Katahdin Productions]

Essa é a melhor categoria. Definitivamente, "melhor disco de música indígena americana" é mais ou menos, se entendi bem, algo como "melhor disco de música caxiense italiana". Se for, o melhor concorrente da versão cassias-itália seria o Mario Michelon.

Um comentário:

fabiano disse...

hehe.. e o grande prêmio do juri vai para "mérica, mérica", o verdadeiro hino da cidade-pujança, executada (literalmente) pelo Mario Michelon, claro.
Grande presença no blog...Quando quiser desamassar algumas palavras passe por lá..